Encontrámos a mesma baleia de bossa que tínhamos visto há dois meses

Em todos os passeios de observação de baleias e golfinhos, os nossos biólogos tiram fotos dos animais, não apenas para as redes sociais, mas também para fins de pesquisa e investigação.

A Foto-Identificação (Photo ID) é uma metodologia muito utilizada para identificar indivíduos específicos, para identificar as suas interações sociais, estudar os seus movimentos e a distribuição.

Nesta altura do ano, aqui nos Açores, a maioria das baleias de bossa vem de águas mais quentes, como Cabo Verde. Elas continuam as suas migrações para Norte, como a Noruega, onde as águas são mais produtivas e cheias de alimento para elas.

Ao trocar fotos e comparar os mergulhos das baleias com outros investigadores do Atlântico, já foram encontradas correspondências entre Cabo Verde, Noruega, Islândia e Rússia.

No sábado passado, fotografámos uma baleia de bossa que foi avistada pela primeira vez aqui, no dia 24 de fevereiro de 2022. E hoje voltámos a encontrar o mesmo indivíduo. Essa baleia de bossa esteve aqui durante estes dois meses? A resposta pode ser difícil de saber, especialmente porque estes animais nem sempre estão à vista. Mas, talvez este indivíduo tenha encontrado boas condições para ficar por estas bandas!

Também outra curiosidade sobre esta espécie. As baleias de bossa são geralmente identificadas pela cauda, mas em todos os encontros com esta baleia, nunca conseguimos ver a cauda.. por outro lado, conseguimos sempre ver a dorsal que é muito peculiar com um buraco!

Vamos ver quando e onde essa baleia voltará a aparecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like