CALDEIRÃO

Steno bredanensis

O Caldeirão recebe o nome devido à superfície rugosa dos seus dentes. Pode ser identificado pela posição inclinada da sua cabeça e pelo bico longo. Não existem muitos estudos acerca dos Caldeirões, mas sabe-se que são comuns nas regiões tropicais, ou seja, águas quentes dos oceanos. Parecem preferir águas marítimas além da plataforma continental. Os Caldeirões costumam viajar em grupos de 10-20 indivíduos, mas já foram observados grupos de mais de 50 indivíduos. São fortes nadadores, e nadam muitas vezes com a ponta do bico e o queixo fora da água.
Nos Açores é muito raro encontrar Caldeirões. Em Agosto de 2010 um grupo foi avistado pela primeira vez, desde 1995. Um avistamento recente foi feito ao sul da Ilha do Pico, pela equipa do “Espaço Talassa”. Durante esta rara observação, perto de 50 indivíduos foram observados.
.

Info sobre a espécie

Comprimento

Macho: 2.8 m
Fêmea: 2.65 m
Cria: 1 m

Peso

Macho: 160 kg

Caracteríticas

População Mundial: c.150,000
Conservação: Pouco preocupante
Dieta: peixes, lulas e polvos
Dentes: 80 – 108
Longevidade: 32 anos
Idade de acasalamento: 11 anos
Gestação: desconhecida
Amamentação: desconhecida

Outros idiomas

Português: Caldeirao
Espanhol: Delfín de hocico estrecho, dientes rugosos
Francês: Dauphin à bec étroit
Italiano: Steno
Alemão: Rauhzahndelfin
Holandês: Snaveldolfijn
Sueco: Näbbdelfin
Norueguês: Stroppetannet delfin
Dinamarquês: Rutandede Delfin
Polaco: Steno długonosy
Russo: Grebnezubyi delfin

TOP
EXPERIÊNCIAS AÇORES

Os galardões

premios parceiros futurismo açores
Close Menu
Trip Advisor
Facebook
Instagram
Twitter