Tivemos alguns visitantes raros hoje!

Que dia emocionante! A nossa manhã começou muito bem, pois encontrámos um grupo de golfinhos comuns poucos minutos depois de sair da marina. Eles pareciam muito curiosos, ao se aproximarem do barco e nadarem à proa durante todo o tempo do avistamento, dando-nos uma visão perfeita da sua beleza!

Depois de algum tempo com eles, deixámos os golfinhos com uma nova missão: encontrar uma nova espécie que está a desfrutar das águas açorianas neste momento. Não foi uma tarefa fácil, pois o mar ficou muito agitado e, nestas condições, é muito difícil reconhecer os cetáceos. Estávamos a viajar muito tempo, depois finalmente recebemos uma informação dos nossos vigias, que viram alguns sopros bem perto dos nossos barcos!

Não passou muito tempo, até que os vimos! Um, dois, três … Um, dois, três, quatro, cinco sopros um após o outro! No início, pensámos ter encontrado um grande grupo de cachalotes. Mas assim que eles apareceram na superfície do mar novamente, surpreendentemente descobrimos que tínhamos um grupo de baleias de bico de garrafa à nossa frente! Que avistamento especial! Não é muito comum encontrarmos estes animais, mas quando isso acontece, é sempre uma experiência única! Por exemplo, o nosso skipper mais experiente não as via há mais de 3 anos. Elas vinham à superfície a cada 10-15 minutos, impressionavam com muitos sopros fortes e deixaram-nos desfrutar da sua presença. Passado algum tempo, tivemos que ir embora, pois o nosso passeio ia lentament terminar e ainda estávamos longe da marina, saímos do grupo com um grande sorriso na cara, satisfeitos com mais um lindo passeio nas nossas maravilhosas águas açorianas.

O sol fez-nos companhia durante toda a tarde e a leve brisa da manhã transformou-se numa brisa suave. Com a ajuda dos nossos vigias, conseguimos encontrar um grupo muito ativo de cerca de cinquenta golfinhos roazes. O grupo estava muito espalhado e era composto por adultos, jovens e bebés. O avistamento destes golfinhos residentes foi muito entusiasmante, pois eles estavam a dar vários saltos, surfar as ondas e a socializar (acasalar). Esta é, na verdade, a melhor época do ano para ver golfinhos a acasalar, já que as gestações de roazes duram cerca de 12 meses, o que significa que, ao acasalar agora, as fêmeas darão à luz no próximo verão. Eles preferem as águas mornas do verão, pois aumentam as oportunidades de sobrevivência dos seus bebés. Depois de um bom tempo com os golfinhos, deixámos o grupo e chegámos perto da costa para procurar outros animais marinhos, sem sorte.

Por fim, no regresso ao porto, demos uma olhadela rápida ao Ilhéu da Vila Franca, onde também foram avistados pássaros marinhos, incluindo cagarros, garajaus e outras aves.

No nosso semirrígido, vimos um tubarão!

Que dia incrível tivemos hoje. O que nos espera amanhã? Venham e descubram connosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like