Futurismo com Certificação Internacional na  Observação Responsável de Cetáceos

A Futurismo é agora oficialmente um dos Primeiros Operadores de Observação de Baleias e Golfinhos a obter a Certificação Mundial da World Cetacean Alliance – WCA.

É com orgulho e sentido de responsabilidade que recebemos esta distinção, de reconhecimento global, de Observação Responsável de Cetáceos, pela World Cetacean Alliance (WCA), um movimento associativo de mais de 100 organizações, de mais de 40 países, trabalhando colaborativamente para proteger os cetáceos e o seu habitat.

Com esta certificação, pretende-se garantir que os operadores de Observação de Cetáceos certificados cumprem standards rigorosos de qualidade na experiência do cliente, e, principalmente, numa operação responsável para com os animais, meio ambiente e as comunidades, visando acima de tudo minimizar os impactos na vida selvagem. No caso dos Açores, junta-se o cumprimento da legislação regional DLR 10/2003/A com a observância das guidelines internacionais

A Futurismo tem o maior orgulho do crescimento deste movimento associativo que é a WCA, à qual pertence ainda antes do seu início formal, em 2013, tendo participado já em projetos anteriores, como o Planet Whale. A Futurismo, junto com outros associados, pugnou sempre por um turismo responsável e uma atividade de observação de cetáceos  que siga orientações definidas pela ciência. 

Finalizamos recentemente a nossa certificação, depois de um processo no qual aproveitamos para, com tempo e sentido crítico, trabalhar em conjunto com parceiros internacionais para não só obter a Certificação como um fim, mas antes pensar já em melhorias no que concerne aos seus elementos constituintes, tendo-se debatido profundamente a prática e a legislação açoreana quando em comparação com outros exemplos mundiais.

A Futurismo foi um dos precursores na transformação socioeconômica e cultural na relação com os cetáceos nos Açores. Honramos essa relação antropológica tão marcante para o Açoriano, que nos moldou e molda o espírito, contribuindo para a valorização dos cetáceos, para o seu estudo e do meio que os envolve. As Certificações, mais do que  um fim, são por nós encaradas como um meio promotor de valores éticos. Sempre com a noção da nossa essência, açorianos apaixonados pelas nossas ilhas, pela nossa cultura e pelas nossas gentes, dos quais somos parte, fizemos um bonito percurso de debate e clarificação durante o processo de Certificação, comparando práticas e retirando ensinamentos para o futuro.

Neste percurso de 30 anos que a Futurismo completa este ano, a promoção cultural e a ligação da ciência ao turismo, como ponto de valorização e de dinâmica educacional, foram sempre vetores estratégicos. Durante as viagens de observação de baleias e golfinhos, a nossa equipa de biólogos marinhos recolhe informações dos avistamentos e outros dados científicas. Os dados recolhidos são partilhados com universidades e outras instituições de todo o mundo. O objetivo destes estudos é desenvolver políticas para proteger cada vez mais os animais marinhos e os oceanos. Ainda no campo da investigação, podemos afirmar que centenas de jovens portugueses e estrangeiros têm passado pela Futurismo para poderem connosco completar e enriquecer as suas teses de doutoramento e mestrados.

No que toca à educação, principalmente com escolas regionais e com as gerações mais novas, temos vindo a fazer um trabalho crescente, que nos orgulha, ao longo dos anos. Quer nas nossas instalações, nas nossas embarcações, ou nas escolas, os jovens e a Futurismo tem-se cruzado para momentos de partilha e aprendizagem sobre temas como sustentabilidade., ambiente, ecologia e oceanos. 

Os projetos empresariais devem, acreditamos, estar implementados e contribuir para a Comunidade onde estão envolvidos. Defender e promover a nossa cultura, o nosso ambiente e as nossas gentes, com enfoque especial nos nossos jovens, nos nossos elementos seniores e públicos com necessidades. Sempre estivemos e estamos disponíveis para colaborar.

A Certificação que hoje anunciamos é mais um passo, mais um marco que demonstra, acreditamos que inequivocamente, que podemos fazer bem, cada vez melhor, equilibrando o factor económico com o factor ambiental, social e cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like