Baleia azul mais uma vez ao largo da costa de São Miguel!

blue whale azores

Desta vez começámos o dia a viajar perto da costa, em busca de concentrações de aves marinhas que nos dessem pistas sobre onde encontrar cetáceos.

Depois de navegar durante algum tempo, começámos a ver os cagarros, então fomos em direção a eles. Uma vez lá, percebemos a razão deles estarem ali: uma pilha de cordas de pesca abandonadas flutuava à superfície, atraindo peixes, alguns deles ficando presos naquele emaranhado. Resolvemos pôr mãos à obra e retirar as cordas do mar, levando-as a bordo do nosso barco. Removemos mais de 70 kg!

Sempre que possível, na Futurismo tentamos recolher o lixo que encontramos nas nossas viagens. Ainda hoje, outro dos nossos barcos recolheu garrafas de plástico. Infelizmente, isso é uma ocorrência comum, mas acreditamos que cada pequeno gesto conta. Assim podemos evitar futuros emaranhamentos e ingestão de plástico. Quando a retirámos, conseguimos libertar alguns peixes, principalmente peixes-porco, mas infelizmente já era tarde demais para outros. Este é um exemplo do impacto que a atividade humana tem no meio marinho, e aproveitamos para sensibilizar os nossos passageiros.

Terminado isso, continuamos a nossa viagem à procura de animais. De repente, a comunicação rádio alertou que tinham sido avistados sopros de baleia!

Começámos a aproximar-nos do ponto de avistamento quando, de repente, uma grande baleia surgiu na esteira do sol, dando-nos um grande momento. Esperámos que o animal reaparecesse à superfície, que nos permitisse identificá-lo e confirmar as nossas suspeitas: era uma baleia azul, o maior animal do planeta! Aparentemente, o animal parecia estar em busca de comida e, depois de ser avistado mais algumas vezes, começou a mover-se, então continuámos a nossa viagem em busca de outras espécies.

Após mais algum tempo de viagem, os nossos vigias avisaram-nos da presença de um grande grupo de golfinhos roazes, que puderam ser avistados próximos do barco. Entre o grupo, havia adultos, jovens e muitos bebés.

Este grupo de golfinhos levou-nos para perto do ilhéu de Vila Franca do Campo, por isso aproveitámos para visitar o ilhéu de mais perto, apreciando a sua morfologia e também os seus habitantes particulares! Depois de contornar o ilhéu, iniciámos o nosso regresso à marina, terminando assim um dia muito produtivo em todos os sentidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like